Nota Oficial

10 de Fevereiro de 2011

Nota Oficial


          A Agência Goiana de Transporte e Obras (Agetop) estranha o movimento que culminou com a  interdição momentânea da GO-164, próximo a cidade de Nova Crixás. Isso por estar sempre aberta a receber representantes de associações, sindicatos e entidades em geral e por reconhecer que manter as rodovias em bom estado de conservação é sua obrigação.

          Por determinação do governador a Agetop esta priorizando as ações emergenciais nas rodovias que são utilizadas pelo transporte escolar e de escoamento da produção. No caso específico da GO-164 a empresa responsável pela manutenção preventiva rescindiu contrato em março de 2010, por não receber pelos serviços prestados, abandonando o trecho. Chamada para retomar suas funções, a empresa retificou o seu pedido de rescisão.

          Assim, imediatamente a nova administração realizou contratação emergencial de uma outra empresa para iniciar, já no começo da próxima semana, os serviços de manutenção do pavimento. A diretoria da Agetop, se tivesse sido procurada pelos produtores envolvidos na manifestação, com certeza repassaria a informação das providências já tomadas. Essa comunicação evitaria que a manifestação extemporânea e intempestiva tivesse ocorrido.

          Não será através de manifestações como esta, que causam transtornos irreversíveis à população, que os problemas serão resolvidos. O Senhor Governador e este governo estão sempre abertos ao diálogo e principalmente ao cumprimento de suas obrigações.  Não se pode cobrar solução para um problema de tamanha gravidade de um governo instalado a apenas 40 dias e que demonstra claramente sua intenção em solucionar, no menor prazo possível, os enormes problemas herdados.


Assessoria de Imprensa e Comunicação Social